A conservação da biodiversidade representa uma demanda contemporânea de grande complexidade. Em cenários de crise ambiental, diversos grupos sociais têm buscado influenciar o processo de tomada de decisao, por meio de pactos como a Convencao internacional sobre diversidade biologica (CDB), principal internacional orientador de políticas públicas dirigidas a essa agenda. No âmbito da CDB, a comunicação é reconhecida como um componente fundamental para a sensibilização da sociedade sobre a importância dessa temática. Partindo desse pressuposto e considerando o papel estratégico das áreas protegidas para a conservação da biodiversidade global, o objetivo deste artigo é interpretar como as ações de comunicação se expressam na gestão de duas áreas protegidas localizadas em contextos geográficos, socioeconômicos e ambientais distintos. Neste recorte, foram selecionados dos casos, noRio de Janeiro e na Toscana, Itália, país que responde pela maior biodiversidade da União Europeia. Com base em pesquisa bibliográfica e documental, entrevistas com interlocutores da gestão pública e análise de ferramentas de comunicação virtuais disponíveis, foi possível avaliar que há ações em curso, em ambos os parques. Porém, considerando que, dentre as 20 Metas de Aichi (pactuadas pela CDB para 2011-2020), a Meta 1 remete à sensibilização da sociedade sobre a relevância da biodiversidade, diferenças evidentes são observadas em relação à maneira como a gestão de cada parque gera e divulga suas informações, o que tende a influenciar o alcance dessa meta, en cada caso.

Oliveira, E., de Azevedo Irving, M., Punzo, L.F. (2018). Comunicacao e a convencao sobre diversidade biologica: uma leitura sobre o Parque estadual da Ilha Grance( Estado do Rio de Janeiro, Brasil) e o Parque Natural da Maremma (Toscana, Italia). DESENVOLVIMENTO E MEIO AMBIENTE, 46, 61-83 [10.5380/dma.v46i0.56971].

Comunicacao e a convencao sobre diversidade biologica: uma leitura sobre o Parque estadual da Ilha Grance( Estado do Rio de Janeiro, Brasil) e o Parque Natural da Maremma (Toscana, Italia)

Lionello F. Punzo
Membro del Collaboration Group
2018-01-01

Abstract

A conservação da biodiversidade representa uma demanda contemporânea de grande complexidade. Em cenários de crise ambiental, diversos grupos sociais têm buscado influenciar o processo de tomada de decisao, por meio de pactos como a Convencao internacional sobre diversidade biologica (CDB), principal internacional orientador de políticas públicas dirigidas a essa agenda. No âmbito da CDB, a comunicação é reconhecida como um componente fundamental para a sensibilização da sociedade sobre a importância dessa temática. Partindo desse pressuposto e considerando o papel estratégico das áreas protegidas para a conservação da biodiversidade global, o objetivo deste artigo é interpretar como as ações de comunicação se expressam na gestão de duas áreas protegidas localizadas em contextos geográficos, socioeconômicos e ambientais distintos. Neste recorte, foram selecionados dos casos, noRio de Janeiro e na Toscana, Itália, país que responde pela maior biodiversidade da União Europeia. Com base em pesquisa bibliográfica e documental, entrevistas com interlocutores da gestão pública e análise de ferramentas de comunicação virtuais disponíveis, foi possível avaliar que há ações em curso, em ambos os parques. Porém, considerando que, dentre as 20 Metas de Aichi (pactuadas pela CDB para 2011-2020), a Meta 1 remete à sensibilização da sociedade sobre a relevância da biodiversidade, diferenças evidentes são observadas em relação à maneira como a gestão de cada parque gera e divulga suas informações, o que tende a influenciar o alcance dessa meta, en cada caso.
Oliveira, E., de Azevedo Irving, M., Punzo, L.F. (2018). Comunicacao e a convencao sobre diversidade biologica: uma leitura sobre o Parque estadual da Ilha Grance( Estado do Rio de Janeiro, Brasil) e o Parque Natural da Maremma (Toscana, Italia). DESENVOLVIMENTO E MEIO AMBIENTE, 46, 61-83 [10.5380/dma.v46i0.56971].
File in questo prodotto:
File Dimensione Formato  
comunica areas protegidas Brasil Italia publicado agosto 2018.pdf

accesso aperto

Descrizione: Articolo di ricerca
Tipologia: PDF editoriale
Licenza: Creative commons
Dimensione 564.94 kB
Formato Adobe PDF
564.94 kB Adobe PDF Visualizza/Apri

I documenti in IRIS sono protetti da copyright e tutti i diritti sono riservati, salvo diversa indicazione.

Utilizza questo identificativo per citare o creare un link a questo documento: https://hdl.handle.net/11365/1059149